quarta-feira, 9 de agosto de 2017

#AlisamentoSaudavel #Cisteamina #CisteaminadeSodio #AlisamentoEtico #NovosAtivos #PaoloCabeleireiro #FalandodeCabelo

Alisamento Ético dos Cabelos


Olá pessoal!

Vamos conhecer os vários ativos utilizados em alisamento e que não contém formol ou ácido glioxílico, que são proibidos pela ANVISA.

O tratamento ético é um tipo de alisamento natural, sem produtos químicos que possam prejudicar a saúde e os cabelos tanto de quem prepara o produto como de quem o usa nos cabelos.


O mais novo lançamento para tratar os cabelos é a CISTEAMINA NA50, ou Cisteamina de Sódio.



Veja tipos de ativos para um alisamento saudável

 Hidróxido de sódio – produto aprovado pela ANVISA e indicado para alisamento de pessoas com cabelos crespos. É comum o hidróxido de sódio ser usado em barbearias para texturizar os cabelos de homens.

Tioglicolato de amônio – produto aprovado pela ANVISA e indicado para o uso de alisamento em cabelos com tintura e cabelos ondulados.

Tioglicolato de AMP – produto aprovado pela ANVISA e indicado para o uso de alisamento de cabelos que foram prejudicados por outros processos químicos. Produto utilizado para fazer a desintoxicação dos cabelos com escova progressiva (formol ou ácidos)

Cisteamina de sódio – produto aprovado pela ANVISA. Um composto químico ação hibrida, dupla ação, age na parte externa e interna do fio. Indução do efeito liso ou cacheado do fio.

O que é então a CISTEAMINA NA50

Então a Cisteamina de sódio é o resultado da associação da L-cisteína (ácido fraco que promove uma oxiredução) + hidróxido de sódio (base forte que promove uma lantionização).
A associação desses componentes que reagem de diferentes formas no mesmo produto, promovem o aumento do nível de tolerância com cabelos crespos já processados por outros químicos como colorações clareadoras e outros componentes alcalinos de alisamentos.



Dicas para alisamento ético

Apesar de ser um tratamento que não prejudica a saúde e nem os fios de cabelo, é importante saber que para cada tipo de cabelo ou de raiz é usado um tipo de alisamento, não se preocupar com isso pode trazer resultados desagradáveis e ineficientes.

Pessoas com raiz do cabelo crespa e encaracolada terá problemas se optar por um alisamento definitivo, já que o crescimento da raiz compromete o efeito alcançado. O indicado para cabelo crespo ou encaracolado é a texturização. (Veja o tipo de alisamento ético indicado abaixo).

Já pessoas com o cabelo ou raiz lisa o alisamento definitivo é indicado.



É importante fazer o tratamento capilar num lugar de sua confiança e com um profissional capacitado e de confiança. Evite sempre o formol ou o ácido glioxílico, que libera formol, apesar do formol não constar na fórmula e nem tem o cheiro característico. Formol prejudica os cabelos e pode causar câncer.

Imagens: Grandha

6 comentários:

  1. Olá, Paolo, tudo bem?
    Li alguns posts seus aqui no blog e vi o carinho e cuidado com que responde as admiradoras do seu trabalho. COm isso, vim aqui também te pedir umas orientações.
    Por quase 20 anos passei hidróxido de sódio no cabelo com um intervalo médio de 3/3 meses. Porém, ao mudar de endereço e com muito medo de entregar meu cabelo na mão de profissionais errados, fiquei 3 anos sem passar nada. Neste meio tempo, só hidratava continuadamente. Como voltei para a minha cidade, resolvi voltar a usar química (inicialmente, na raiz crescida), só que, depois de muito ler, troquei pela guanidina. Esta troca me deixou muito satisfeita com o resultado! Porém, fiquei pensativa... como mulher não fica velha, fica loira... rsrsrs... pensei que poderia ter usado tioglicolato de amônia para poder começar a fazer algumas mechas mais claras no cabelo. Agora, estou com quase 5 meses sem usar a guanidina e não sei o que fazer: se retomo e faço novamente usando-a OU pauso por mais um tempo e troco por tioglicolato. Gostaria de sua orientação! Obrigada e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Simone!
      Obrigado por ler meu blog.
      Bem como você tem ideia de colorir o cabelo eu iria em primeiro lugar fazer a mecha teste tanto com o tioglicolato de amônio, como com a cisteamina de sódio ( mais moderna alisante do mercado).
      Veja o resultado que melhor se adaptou ao seu cabelo, e trate antes de fazer o alisamento.
      A cisteamina de sódio, é o que menos danos leva ao fio do cabelo e fica perfeita com mechas.
      Obrigado por pedir minha opinião.

      Excluir
  2. Quanta gentileza em responder rapidamente minha pergunta, Paolo! Como eu posso trocar de química, fazendo o teste de mecha, sem prejuízo para o cabelo, gostaria de saber quanto tempo tenho que dar de pausa entre o dia que passei guanidina (11/10/2017) e o dia que poderei usar tioglicolato de amônia, para depois fazer as mechas que tanto sonho.
    Acredito que seja difícil achar cisteamina na minha cidade, por ser um produto novo no mercado (mas, vou procurar, claro)!
    Obrigada mesmo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Simone!
      Bem você já pode fazer o teste de mechas com o tioglicolato de amônio. Já deve ter uma boa área de crescimento, 3 cm aproximadamente. Importante é proteger a parte já processada, outra coisa, quando for fazer as mechas tenha o cuidado de também fazer teste para ver a resistência da haste, neste teste utilize peroxido de hidrogênio a 3% e a 6%, e proteger o cabelo com keraflex para não danificar.
      Procure a cisteamina sim pois é ótimo, veja no site da empresa que produz e ligue para eles pois irão te informar onde encontrar.
      Obrigado por pedir minha opinião e ler meu blog.

      Excluir
  3. Ola Paulo, parabéns pelo blog!
    Gostaria de saber se o uso a longo prazo do tioglicolato de amônio pode danificar o cabelo ou trazer riscos a saúde. É um método seguro? Conhece o produto da WF ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marina!
      O tioglicolato de amônio é sim um produto seguro e liberado pela ANVISA.
      Quanto a trazer dano é responsabilidade do profissional, se ele não sabe trabalhar com química, não faz teste de mechas, não protege a parte já processada, pode sim ocorrer dano, mas esta, como já disse, é a parte do profissional que não tem habilitação para trabalhar com ativos químicos, isto não tem nada haver com produto ou marca.
      Quanto a marca de produto sempre procure produtos profissionais pois tem melhor qualidade de ativo do que os produtos comerciais, a venda nas lojas.
      Obrigado por ler meu blog e pedir minha opinião;

      Excluir